Equipe tricampeã de 1954. Em pé: Murilinho, Gastão, Joel, Orlando e Amorim. Agachados: Geraldino, Osvaldo, Afonso Silva, Sinval, Zé do Monte e Haroldo Lopes. Foto: Estado de Minas.

Até 1954 o Atlético sempre tropeçou em algum obstáculo inesperado em todas as seis vezes que tentava o tricampeonato estadual.  Nos anos 40  foi três vezes bicampeão e, não fosse o título conquistado pelo Vila Nova em 1951 (que na época tinha um time poderossíssimo e era considerado um dos melhores do Brasil), o Atlético estaria disputando, em abril de 1955, ainda temporada de 1954, o hexacampeonato mineiro.

Portanto, na série decisiva contra o Cruzeiro, valia mesmo era o inédito tri. Foram quatro jogos dque entram para a história. O Cruzeiro, campeão de dois turnos. entrava com vinte pontos, e o Atlético, campeão de um, entrava com dez. Com essa vantagem, o Cruzeiroprecisava apenas de uma vitória ou de dois empates: Sengundo o regulamento, o empate valia 2,5 pontos e a vitória 5 pontos, sagrava-se campeão o clube que atingisse os 25 pontos. Ao Atlético só restava uma alternativa: Vencer, Vencer e vencer. Enão fez outra coisa. Na tarde de 17 de abril, ganhou o primeiro jogo por 2X0, Quatro dias depois,cenceu o segundo por 3X0 e igualou-se em número de pontos ao rival: 20X20. Na terceira partida, empate por 1X1, provocando um quarto jogo para a grande decisão.

Dirigido por Leonísio Fantoni, o Niginho(artilheiro do Cruzeiro nos tempos de Palestra Itália), o Cruzeiro era um boa equipe, que tremeu na partida final. Mesmo começando dominando o começo do jogo os cruzeirenses logo gelaram quando a torcida atleticana começou a gritar Galô! Aliás, o time e a torcida azul esfriaram de vez  quando Amorim passou por Adelino e cruzou para a área: Joel virou o corpo, espero Geraldo II sair e tocou para o gol vazio. Pampoini ainda tentou defender, mas a bola caiu nos pés do Mágico Ubaldo, que emendou para as redes: Galo1X0!

O Atlético respirou  aliviado quando aos 43 minutos do segundo tempo, o juiz Sinval Viana (o Bola-Nossa) ignorou um toque com as mão do lateral Avelino e deixou Joel livre para fazer 2X0. Atlético enfim, Tricampeão. Ubaldo foi carregado até a sede de Lourdes, Zé do Monte consagrou-se como grande líder e toda equipe entrou para história como a primeira a sagrar-se TRICAMPEÃ!

Primeiro Jogo
ATLÉTICO 2X0 CRUZEIRO
ATLÉTICO: Sinval, Afonso, Osvaldo; Geraldino, Monte, Haroldo; Gastão, Ubaldo, Tomazinho, Joel, Amorim. Técnico: Ricardo Diez.


Data: 17/4/55
Local: Independência
Gols: Joel aos 23 e Gastão aos 36min do primeiro tempo.
Árbitro: Carlos de Oliveira Monteiro (Tijolo)
Assistentes: Graça Filho e Geraldo Toledo

CRUZEIRO : Chico, Avelino, Bené; Adelino, Lazarotti, Paulinho; Raimundinho, Guerino, Genuíno, Marambaia, Sabú. Técnico: Niginho.

 

 

Segundo Jogo

CRUZEIRO 0X3 ATLÉTICO 

CRUZEIRO : Chico, Avelino, Tião; Adelino, Lazarotti, Dirceu; Raimundinho, Guerino, Genuíno, Paulinho, Sabú. Técnico: Niginho. Data: 21/4/55
Local: Independência
Gols: Ubaldo aos 3 e Joel aos 39min do primeiro tempo; Ubaldo aos 39min do segundo.
Árbitro: Gama Malcher
Assistentes: Pedro Morais Sobrinho e Geraldo Toledo
ATLÉTICO: Sinval, Afonso, Osvaldo; Geraldino, Monte, Haroldo; Murilo, Ubaldo, Joel, Tomazinho, Amorim. Técnico: Ricardo Diez.

Terceiro Jogo

ATLÉTICO 1X1 CRUZEIRO 

ATLÉTICO: Sinval, Afonso, Osvaldo; Geraldino, Monte, Haroldo; Gastão, Ubaldo, Tomazinho, Joel, Amorim. Técnico: Ricardo Diez.

 


Data: 24/4/55
Local: Independência
Gols: Ubaldo aos 20 e Raimundinho aos 36min do segundo tempo.
Árbitro: Antônio Viug
Assistentes: Serafim Modelo e Luiz Teixeira
Público: 19.061

CRUZEIRO : Chico, Avelino, Pampolini; Adelino, Lazarotti, Bené; Raimundinho, Guerino, Genuíno, Paulinho, Sabú. Técnico: Niginho.

 

 

Quarto Jogo

CRUZEIRO 0X2 ATLÉTICO

CRUZEIRO : Geraldo II, Avelino, Pampolini; Adelino, Lazarotti, Dirceu; Raimundinho, Guerino, Genuíno, Paulinho, Sabú. Técnico: Niginho.


Data: 1/5/55
Local: Independência
Gols: Ubaldo aos 16min do primeiro tempo; Joel aos 43min do segundo.
Árbitro: Sinval Vianna
Assistentes: Gama Malcher e Carlos de Oliveira Monteiro

ATLÉTICO: Sinval, Afonso, Osvaldo; Geraldino, Monte, Haroldo; Gastão, Ubaldo, Tomazinho, Joel, Amorim. Técnico: Ricardo Diez.

 

 

Os jogos que fizeram do Atlético tri-campeão, quebrando um tabu iniciado em 1927:

20/06/54 - Atlético 2 x 0 Metaluzina
27/06/54 - Atlético 0 x 2 Siderúrgica
04/07/54 - Atlético 1 x 0 Democrata
10/07/54 - Atlético 2 x 2 Sete de Setembro
25/07/54 - Atlético 1 x 0 Cruzeiro
31/07/54 - Atlético 1 x 0 Asas
08/08/54 - Atlético 3 x 1 América
15/08/54 - Atlético 3 x 1 Villa Nova

O turno terminou empatado entre Atlético e Cruzeiro. Foi necessária uma série "melhor de três". Eis os resultados:

05/09/54 - Atlético 1 x 0 Cruzeiro
12/09/54 - Atlético 1 x 1 Cruzeiro
14/09/54 - Atlético 1 x 0 Cruzeiro

2o Turno

02/10/54 - Atlético 1 x 3 Asas
16/10/54 - Atlético 2 x 0 Sete de Setembro
24/10/54 - Atlético 4 x 1 Siderúrgica
31/10/54 - Atlético 3 x 2 Democrata
06/11/54 - Atlético 1 x 0 Metaluzína
14/11/54 - Atlético 1 x 1 Villa Nova
28/11/54 - Atlético 2 x 1 América
04/12/54 - Atlético 1 x 0 Cruzeiro

Outra "melhor de três" para decidir o título do 2° turno entre Atlético e Cruzeiro. Eis os resultados:

09/12/54 - Atlético 2 x 1 Cruzeiro
12/12/54 - Atlético 1 x 3 Cruzeiro
19/12/54 - Atlético 0 x 0 Cruzeiro


Diante do empate entre as duas agremiações, a F.M.F. marcou um terceiro turno, reunindo as equipes do Atlético, Cruzeiro, Villa Nova, Siderúrgica, América e Asas.

Foram os seguintes resultados:

19/01/55 - Atlético 4 x 0 Asas
30/01/55 - Atlético 0 x 1 Cruzeiro
05/02/55 - Atlético 2 x 0 Siderúrgica
13/02/55 - Atlético 1 x 3 América
26/02/55 - Atlético 2 x 0 Villa Nova

Pelo regulamento do campeonato o clube que obtivesse 25 pontos seria o campeão. O Atlético, vencedor do primeiro turno, possuía 10 pontos. O Cruzeiro,vencedor do segundo e terceiro turnos, já somava 20. Importa afirmar que na série "melhor de três" final bastaria ao Cruzeiro uma vitória ou dois empates, enquanto, ao Atlético só seria possível alcançar o título sonhado de tri-campeão derrotando o Cruzeiro por 3 vezes para ser proclamado campeão de 1954.

Eis os resultados:

17/04/55 - Atlético 2 x 0 Cruzeiro
21/04/55 - Atlético 3 x 0 Cruzeiro
24/04/55 - Atlético 1 x 1 Cruzeiro
01/05/55 - Atlético 2 x 0 Cruzeiro



Resumo 54

Jogos realizados: 21, Vitórias: 14, Empates: 3, Derrotas: 4, Pontos Ganhos: 31, Gols pró: 50, Gols contra: 24.