Série B
Campeão em 2006
 
Clássico Atlético Vs Cruzeiro
 

Copa Bueno Brandão

Estádios
Símbolos
 
Jogadores
Técnicos:
Levir Culpi
Emerson Leão
Bem-Vindo torcedor atleticano! Esta é a WebGalo, um site em homenagem ao Glorioso Clube Atlético Mineiro e sua fantástica torcida.

Aqui, você relembrará os momentos mais importantes do alvinegro mais querido de Minas. Os principais títulos, os jogos inesquecíveis, os grandes ídolos e por aí vai. Aos que não tiveram a oportunidade de ver as grandes façanhas realizadas pelo Nosso Galo Carijó aqui é um bom local para conhece-las e esclarecer suas dúvidas. Espero que as narrativas feitas aqui, agradem aos leitorese e relatem fielmente o que aconteceu na história do nosso GALO de Briga.

A Webgalo é um site democrático, feito para contar a história do Clube Atlético Mineiro e conta com a ajuda dos seus leitores. Ao final de cada artigo, você poderá inseriri seus comentários, corrigir dados eventualmente incorretos, ou adicionar alguma nova informação sobre o tópico.

O inicio:

Em 1894, o estudante Charles Müller  chegava da Europa com uma grande novidade para os brasileiros. Essa novidade era o então desconhecido futebol.  Como tudo que é novidade no Brasil é restrito às elites, com futebol não foi diferente. Mas, elite no começo do século XX no Brasil, não significava  apenas ser uma pessoa abonada, também significava ser branco!  Portanto, aos pobres e pretos (aqui também se incluem os mestiços) o futebol era um esporte proibido!  Podemos dizer que o futebol daquela época é como o Tênis e o Golfe são hoje em dia.  Além disso, uma bola de futebol custava uma fortuna na época e por serem muito caras, as crianças também não tinham vez  no esporte bretão.

Em Belo Horizonte, o futebol só chegou apenas uma década depois com o carioca Vitor Serpa, um estudante de direito que na Suíça aprendera a apreciar o esporte bretão. Serpa que fazia traduções de peças de teatro inglesas e francesas percebeu que o futebol poderia ser um bom  passa-tempo em uma cidade tão cheia de estudantes e espaços desocupados.

No dia 10 de junho de 1904, Serpa e alguns companheiros da academia e do teatro, fundaram o SPORT CLUB FOOT-BALL. O SPORT a primeira associação desportiva de MINAS GERAIS tinha seu campo na rua Sapucaí (onde hoje se encontra os escritórios da CIA FERROVIÁRIA CENTRAL DO BRASIL). O primeiro jogo ocorrido na capital mineira foi no dia 3 de outubro de 1904, quando os dois times do próprio SPORT se enfrentaram. Um liderado pelo próprio Vitor Serpa e o outro capitaneado por Oscar Americano. A partida terminou com o placar de 2X1 para a equipe de Serpa.

A partida provocou um grande interesse na pequena população de Belo Horizonte e logo, duas novas equipes se formaram, O Plínio F. C. e o Club Atlhetico Mineiro( que não era o GALO). E foram essas quatro equipes que disputaram o primeiro torneio de futebol da Nova Capital mineira. Entretanto, as chuvas de novembro que estragaram o único campo de futebol da cidade e a chegada da temporada de férias escolares impediram que o primeiro torneio chegasse ao fim. Até mesmo Vitor Serpa saiu da cidade para as festas de fim de ano, indo para sua cidade natal, o Rio de Janeiro. No começo de 1905, ainda no período de férias escolares, Vitor Serpa morre prematuramente no Rio de Janeiro .

No ano seguinte, com a volta da temporada de aulas, novas equipes surgiram: VISERPA F. C. (em homenagem a VITOR SERPA),BRASIL F. C., JUVENIL F. C. e ESTRADA F. C. O ATHLETICO,  passou a se chamar ATHLETICO MINEIRO FOOTBALL CLUBE. Sendo que, o BRASIL e O VISERPA, logo desapareceram com a chegada das férias de julho. Isso porque o futebol só “pegava” mesmo em época de aulas, nas férias o futebol era trocado pelos passeios no Parque Municipal(se chamava na época de "footing", onde os jovens iam com intuito de paquerar) e as pescarias no rio Arrudas. A única equipe que mantinha uma organização mínima era o então poderoso SPORT.

     Em 1908 o futebol já não era aquela coqueluche que era em 1904, fato que desagradava alguns garotos que mesmo pequenos já tinham paixão pelo esporte. Assim esse grupo de garotos,liderados por Margival Mendes Leal, Mário Toledo, Raul Fracarolli e Augusto Soares, resolveu tomar uma atitude para mudar este quadro. Uma atitude  que mudou para sempre suas vidas e também as nossas vidas!!! Assim, na ensolarada tarde de 25 de março de 1908, 19 garotos com idade entre 10 e 15 anos mataram aula (era para ser 22, mas 3 não faltaram às aulas) e se reuniram no coreto do Parque Municipal Américo René Gianett para fundar uma nova equipe de futebol.o Atlético Mineiro Football Club. 

    Participaram do Célebre encontro no coreto: Margival Mendes Leal, Sinval Moreira, Mário Neves, Raul e Hugo Fracolli, Mário Lott, Carlos Maciel, Eurico Catão, João Barbosa Sobrinho, Aleixanor Alves Pereira, Antunes Filho, Mário Toledo, José Soares Alves, , Augusto Soares, Humberto Moreira, Júlio Menezes Melo e Benjamim Moss Filho. Os outros 3 que não compareceram, mas que desde o início apoiaram a idéia são: Francisco Monteiro, Jorge Dias Pena e Mauro Brochado.

Primeiros Tempos:

   O clube foi fundado e o dinheiro não dava para comprar uma bola (caríssimas na época). Assim, a primeira atitude foi arrecadação de fundos para a compra da pelota. Como o dinheiro não deu para uma bola nova os garotos acabaram comprando uma usada. Durante esse processo, novas pessoas foram se juntando nas fileiras no novo clube. Inclusive uma senhora, a costureira chamada Alice Neves que dava palpites nas cores e no escudo do clube tecia os uniformes e formou a primeira torcida feminina de futebol no Brasil.  Ela convidou filhas de suas amigas e vizinhas e colocou-as a trabalhar, como se fossem funcionárias do Atlético, confeccionando os primeiros uniformes. Para dona Alice, ficou a tarefa de bordar a primeira bandeira alvinegra.

     Com a bola nas mãos a diretoria (composta por: Margival Mendes, presidente; Mário Lott, secretário; e Eurico Catão, tesoureiro) delegou a  tarefa de treinar a equipe a Chico Neto. O time tinha como base os seguintes jogadores: na defesa Eurico Catão, Mauro e Leônidas; no meio-campo Raul Fracarolli, Mário Toledo e Hugo Fracarolli; e no ataque Francisco Monteiro, Mário Lott, Margival, Horácio e Benjamin Moss. O primeiro coletivo aconteceu no terreno onde é hoje a sede da Prefeitura de Belo Horizonte, verdes contra brancos e o empate sem gols foi o resultado final. 

Com o número de interessados crescendo a cada dia, a diretoria do GALO tratou de formar uma infra-estrutura mínima. Ganhou um terreno da prefeitura de Belo Horizonte para construção de seu campo e sede que ficava  na rua Guajajaras, entre São Paulo e Curitiba. Mesmo com o solo irregular e a acanhada trave (o Travessão superior era uma corda esticada) o campo foi inaugurado.  Mas esse endereço durou pouco, isso porque, logo roubaram as traves dos gols e a diretoria do GALO resolveu mudar para um lugar mais seguro. O Segundo endereço também não durou muito, foi no terreno onde é hoje o Minas Centro, que logo foi requisitado pelo governo do Estado de Minas para construir o prédio da Secretaria da Saúde. Sem muitas opções o Atlético mudou-se para o antigo campo do SPORT, na avenida Paraná(onde hoje se encontra a Secretaria da Agricultura) em 1911.
       Em 1912, no antigo campo do Sport na Praça Rui Barbosa(Rodoviária) o Atlético recebeu a equipe do Villa Nova. As duas equipes protagonizaram a primeira partida de Futebol intermunicipal que se tem notícia em Minas Gerais. Naquele dia (14/12/1912) foram realizados partidas entre os dois quadros das duas Associações, no que foi conhecido com FESTIVAL BUENO BRANDÃO. Nesse encontro, o Atlético venceu as duas partidas do primeiro e segundo quadro pelos placares de 5X1 e 4X0 respectivamente.

Em 1913, em Assembléia-geral convocada para a noite do dia 25 de março que os sócios e diretores do Atlético Mineiro Futebol Clube decidiram mudar seu nome para Clube Atlético Mineiro. E com a nova denominação o Atlético venceu o primeiro torneio da cidade de Belo Horizone, a COPA BUENO BRANDÃO em 1914 percursora do Campeonato da Cidade de Belo Horizonte, mas tarde Campeonato Mineiro, que começou a ser disputado em 1915 tendo o Altético novamente campeão.

Essas vitórias tornaram o alvinegro um clube simpático, popular e livre de qualquer tipo de preconceito, do qual podiam fazer parte: brancos, negros, índios, portugueses, italianos, Sírios, Libaneses, ricos, pobres, estudantes, operários e etc. O Atlético firmava-se como time do povo, ao contrário de outros, como o América, por exemplo, que tinha um bom time de futebol, mas não permitia o ingresso de qualquer um: apenas estudantes ou ricos. O Yale, por sua vez, era o clube preferido dos italianos (quase todos funcionários de empresas Itálo-Brasileiras como a fábrica de tecidos Renascença, Casa Ranieri, Casa Falci e Indústiras Vilma Alimentos), que não gostavam de se misturar. Outro clube que não permitia grande mistura era o Sirio Horizontino, da Colôna Siria-Libanesa de BH. Quem não pertencia a alta classe social ou fosse de alguma colônia estrangeira era considerado massa. E foi essa massa que o Clube Atlético Mineiro abraçou e abriu as portas, em sua modesta Sede uma pensão que funcionava na Ruia Guajajaras número 317. Quem quisesse ser atleticano tinha apenas que se declarar para ser festejado, não importando se fosse rico ou pobre, branco ou preto.

     Essa simpatia aumentou ainda mais, quando o GALO passou a encarar as partidas da Liga Mineira de futebol e sua própria organização interna com mais seriedade. O Resultado disso foi o título mineiro conquistado em 1926, o ponto da virada Atleticana quando pela primeira vez o Time da MASSA montou uma grande equipe e derrotou os aristocratas do América Futebol Clube com um time fantástico, que tinha em suas linhas Jairo, Said e Mario de Castro.

 

 

Campeonato Brasileiro 1971

O Dia que o Galo derrotou a Seleção Brasileira de Pelé e Tostão

Por: Antonio Siqueira

Em 1969, a Seleção Brasileira se preparava para a Copa que no ano seguinte conquistaria brilhantemente no México. Em um amistoso no Mineirão, o Galo deu um show de bola e fez o que poucas seleções conseguiram fazer, derrotou a Seleção Brasileira de Pelé e Tostão e cia.

Campeão do Gelo

Em 1950, o Atlétco foi primeiro clube Brasileiro a fazer uma excursão a Europa. Realizou 10 jogos debaixo de muito frio e neve e quando voltou, foi aclamado 'Cammpeão do Gelo!'

Mineirão

 

O primeiro jogo

Em 21 de março de 1909, o Galo enfrentou seu primeiro adversário o Sport Club. A garotada surpreendeu o mais poderosa equipe de BH e venceu por 3X0

 
Polêmica: Fatos que marcaram a história do Clube e viraram notícia em todo o Brail. Ocupando as primeiras páginas de váriados orgãos de imprensa.



Free web hostingWeb hosting
Você acessou esta página as 30/08/2016 11:55:15 . Obrigado por nos visitar!